Blog

Conteúdo Inteligente sobre Pilates e Wellness!


Terça, 11 Abril 2017 13:23

Aprimorando os movimentos do ombro com o rolo.

Escrito por

O rolo de espuma pode ser utilizado em diversas áreas, é uma excelente forma de implementar a auto liberação miofascial ás aulas de Pilates e acredite, pode facilitar a restauração da função e mobilidade articular.

O rolo de espuma pode ser utilizado em diversas áreas, é uma excelente forma de implementar a auto liberação miofascial ás aulas de Pilates e acredite, pode facilitar a restauração da função e mobilidade articular.

Se é para aprimorar movimentos, então vamos falar da articulação do corpo com a maior amplitude. É ele... o Ombro. Seu grande arco de movimento também pode ser o motivo da “natural” instabilidade articular.

Inicialmente temos que entender que, para gerar movimentos amplos de forma segura devemos estabilizar a articulação para assim, torna-la funcional. Através do rolo de espuma conseguiremos realizar exercícios de Pilates seguindo todas as etapas.

Em um treinamento com Rebekah Rotstein aprendi uma diversidade de exercícios com o rolo, hoje na LC Studio seguimos alguns passos para a restauração articular e aprimoramento de gesto motor, através de movimentos desenvolvidos de acordo com a limitação articular.

Então vamos lá, pegue seu rolo que as possibilidades são grandes, mas lembre-se, receita de “rolo” não existe.Apenas vou descrever alguns exercícios e possibilidade.

 

1° Passo: Liberar
O deslizamento do rolo na região promove a liberação dos tecidos, o que facilita a mobilização. No ombro podemos fazer isso desde a cintura escapular até o punho. Como mostra a figura 1, podemos liberar os grandes dorsais deslizando a borda lateral da escapula sobre o rolo. Em decúbito lateral o aluno deve elevar o quadril, manter os pés apoiados no chão e esticar e dobrar os joelhos. O exercício da figura 2 é indicado para liberação miofascial dos punhos, uma das mãos é posicionada em supino e a outra apoia-se em prono, sobre a mão de baixo. O rolo deve fica na altura do punho e deslizar enquanto o quadril move-se em antero e retro versão.

 

2° Passo: Mobilizar
Nessa fase considero muito importante a percepção do momento em que ocorre a dor, para mobilizar o local certo. Deitando-se com a coluna sobre o rolo, com as escapulas livres podemos explorar os plano e eixos de movimento como mostra a figura 3. Outro exercício que gosto bastante e mobiliza de forma global é o demostrado na figura 4. Inicia-se com o rolo abaixo do ângulo inferior das escapulas, joelhos flexionados e braços estendidos ao longo do corpo. Eleva-se o quadril, deslizando-o na direção dos calcanhares enquanto eleva os braços na direção da cabeça e o rolo chega próximo a cervical. O inverso também pode ser feito, basta retornar os braços ao longo do corpo enquanto estende os joelhos e o rolo chega próximo a lombar. Experimente esse! É uma Delícia!

 

3° Passo: Estabilizar
Temos 2 grupos de estabilizadores. O estático e o dinâmico. Os componentes estáticos são os ligamentos, capsulas e tendões já os dinâmicos são os músculos. A harmonia dos estabilizadores garante a mobilidade e a estabilidade. O fortalecimento dos músculos do manguito rotador e escapulo-umerais, é muito importante. Nessa fase utilizamos o rolo como um estimulo sensorial para a ativação neuromuscular.

Na figura 5 demostramos o clássico cisne. Os braços devem estar firmes e a cervical alinhada com toda a coluna. Para ativação ser ainda mais potente podemos pedir que o aluno imagine afundar o rolo para baixo e quanto o-traz em direção ao peito. Já na figura 6 ocorre uma descarga de peso sobre os ombros ainda maior. O exercício requer além da estabilização do ombro, o equilíbrio e estabilização de quadril.

 

4° Passo: Funcionalizar
Nessa fase podemos ganhar amplitude e realizar movimentos funcionais pequenos e grandes. Agora a criatividade está liberada mas sempre respeitando os princípios básicos do Pilates e as respostas do corpo.

Na figura 7 foi associado um agachamento com a movimentação em “S dos braços, o rolo facilita o melhor posicionamento dos braços e o gesto assimila-se ao de remar.

 

Aprimorar movimentos pode ser mais que diminuir dores e compensações. Desafie seu aluno a superar-se em todas as aulas. Mover-se com excelência faz parte do Pilates.

Vamos Pilatear!?

Luma Coelho
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Última modificação em Terça, 11 Abril 2017 13:37
Luma Gomes

Fisioterapeuta, Neurocientista da reabilitação física formada pela IBMR Laureate International Universities, Instrutora de Pilates fundadora e Proprietária da LC Studio. Iniciou o trabalho com Pilates desde 2009. Possui formação de Pilates, Pilates aéreo, workshops com diversas escolas e mestres internacionais e iniciação do AcroYoga. Desenvolve estudos sobre a estimulação sensorial aliada ao Pilates para populações especificas. Criadora da abordagem Funcional + 60.

Mais nesta categoria: « Pilates no tratamento da artrose

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

Contato

Queremos te conhecer! Dúvidas, críticas, sugestões e agendamentos!

(21) 3477-4184

Newsletter

Acesso a PROMOÇÕES e Conteúdo Exclusivo.